SUGESTÃO COIMBRA: conferência “Memórias de Guerra”

3 07 2007

“O DOM DO OLVIDO”
Paulo de Medeiros, Universiteit Utrecht 

“NA HISTÓRIA E ALÉM DA HISTÓRIA — ALGUMAS DIMENSÕES DAS GUERRAS MOÇAMBICANAS”
João Paulo Borges Coelho, Universidade Eduardo Mondlane, Moçambique 

“O Dom do Olvido”
Se Portugal é um dos países europeus com uma das mais longas tradições de identidade nacional, as relações entre memória cultural e essa mesma identidade são complexas e a questão do esquecimento colectivo assume grande relevância. No presente, depois de longas décadas de estagnação forçada, depois de uma prolongada guerra colonial, e depois de um regresso a estruturas democráticas e ao assumir de novo uma identidade europeia, uma das questões que se pode colocar – e será aqui abordada –  é qual a função do esquecimento na formação de uma identidade pós-imperial, identidade essa trabalhada quer nos eventos políticos, quer no quotidiano, quer através das representações literárias e artísticas que assumem a força de uma esfera pública na ausência de um diálogo político mais tradicional. 

“Na história e além da história — Algumas dimensões das guerras moçambicanas”
Os dois conflitos armados que Moçambique viveu no passado recente – nomeadamente a guerra anti-colonial e a guerra civil – colocam desafios interessantes do âmbito da historiografia contemporânea, e também além dele. No primeiro caso, muito falta ainda saber, por exemplo, sobre a transformação da natureza desses conflitos à medida que progrediam, sobre as relações “estruturais” que existem entre os dois ou com os níveis regional e global, sobre os mecanismos da sua resolução, enfim, sobre o legado de violência que deixaram na sociedade. Mas também além da história estes conflitos se revelam importantes em mais do que um sentido, sobretudo na maneira como são lembrados ou esquecidos. A construção e gestão das versões ou do silêncio, relativamente a estes conflitos, tem constituído importante recurso de legitimação do poder e operacionalização do controle político-ideológico sobre a sociedade. Cedo ou tarde, poderá também transformar-se em campo de debate político, num processo que não se restringe a Moçambique mas abrange toda a África Austral. 

5 de Julho de 2007, 15:00h
Sala de seminários do Centro de Estudos Sociais (Piso 1), Universidade de Coimbra
No âmbito do Programa de Doutoramento em “Pós-colonialismos e Cidadania Global“, FEUC/CES 
Entrada livre – Inscrições

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: